Como fui morar no Amazonas e criei o maior Grupo de Ecommerce do Brasil

Como fui morar no Amazonas e criei o maior Grupo de Ecommerce do Brasil

Como todo jovem inquieto e desejoso de alcançar outros ares, cerca de 15 anos atrás sai Recife/Pernambuco, e sozinho, fui morar em Manaus no Amazonas.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Cidade nova, cultura e costumes novos, passei a desbravar a cidade. Experimentei muita comida típica, uma culinária rica e saborosa (principalmente o tambaqui assado na brasa!). Pude conhecer um povo simples, acolhedor, aberto e muito simpático.

Como você deve imaginar, a natureza é muito mais que exuberante. A fauna e flora são riquíssimas, cheia de cores, nuances e aromas.

Tambaqui assado na brasa

Andei muito e conheci muitos lugares e pessoas e como todo empreendedor, vi oportunidade de negócio em muitas coisas. Uma me chamou especial atenção: as Biojoias. Logo pensei em montar um negócio no segmento de acessórios de moda ecológica.

Não durou muito para eu conseguir um trabalho, afinal de contas, alguém precisa pagar as contas. Em menos de uma semana após minha chegada em Manaus, consegui uma colocação como diretor de arte numa das maiores agências de propaganda do Norte do Brasil: a Oana Publicidade. Em Recife eu havia trabalhado como diretor de arte na renomada agência Ítalo Bianchi Comunicação.

A ideia de montar um negócio próprio foi engavetada…

Alguns anos se passaram e eu seguia como diretor de arte. Passei pelas 3 maiores e mais promissoras agências de Manaus e trabalhei bastante. Mas o desejo de montar um negócio não havia sido extinto.

Deixei de trabalhar nestas agências e criei a minha própria: CUBOD Agência Digital. Atendi diversos clientes, dei entrevista para jornais em épocas de campanha eleitoral, atendi o Governo do Estado do Amazonas, Assembléia Legislativa do Amazonas, entre outros cliente de menor porte.

Visitando feiras populares, pequenas lojas e centros de artesanato, encontrava peças de biojoias feitas em prata, ouro e pedras, “fundido” com madeiras e diversas variedades de sementes disponíveis da região. O trabalho era muito bem feito e tinha bastante valor agregado, já que era produzido de forma artesanal e tinha o apelo de ter sido feito no Amazonas.

Colar feminino feito com sementes de açaí

Naquela ocasião, as biojoias não tinham visibilidade, mesmo assim, decidi tirar da gaveta o sonho do negócio próprio. Resolvi criar um ecommerce para comercializar as biojoias e outros artefatos artesanais e acessórios de moda ecológica.

Procurar os artesãos que produziam aquelas peças e logo fiz alguns contatos. Comprei algumas peças e produtos variados e mostrei para algumas pessoas de fora de Manaus, como eu imaginava, elas ficaram encantadas com o que eu havia lhes mostrado.

Anel de ouro com semente de tucumã

Abri um CNPJ, contratei uma plataforma, fiz algumas contratações e integrações, cadastrei os produtos e comecei a fazer anúncios no Google. O Facebook ainda não era uma seara para anunciantes como hoje em dia.

Como um novo lojista eu não tinha experiência suficiente para tocar uma loja online. Mesmo assim eu pensava: “vou ganhar bastante dinheiro, quem sabe ficar rico!”. Eu estava errado!

Ao longo de alguns meses eu vendi pouquíssimo. Tive bastante dificuldades. O dinheiro mais saia do que entrava, mas segui firme, acreditando que o produto era de excelente qualidade e tinha um bom apelo comercial.

Com as dificuldades aparecendo aqui e ali, busquei ajuda na internet. Procurei por comunidades no finado Orkut, mas não encontrava o apoio de que precisava. Eu só queria trocar informações que me ajudassem com minha operação!

Orkut

Após muita busca sem sucesso, tive a ideia de criar um grupo no Facebook e dei o nome de “Ecommerce Brasil”. Não tinha grandes pretensões, apenas queria compartilhar minhas dificuldades com outras pessoas e quem sabe, receber ajuda, de forma que eu pudesse ter êxito no ecommerce.

O grupo foi recebendo novos membros, fomos trocando ideias e minhas vendas melhoraram um pouco, mas nada que me fizesse estar feliz com os resultados que eu tanto queria. O grupo crescia ao passo de uma lesma. Dia sim, dia não, entrava meia dúzia de novos usuário… e assim seguimos por mais alguns anos.

Em determinado momento as Biojoias tiveram uma mega exposição na mídia, foi exibida uma matéria no Fanstástico, programa dominical da Rede Globo. As buscas por biojoias explodiu! Minhas vendas também.

Vendi para a Repórter Glória Maria (Rede Globo), vendi também para dois atores do seriado americano Lost, que foi gravado na ilha de Oahu, uma das ilhas do Havaí, envie produtos para Alemanha, Israel, França e Portugal. Vendia bastante no Brasil também. Mas a festa não durou muito!

Quase 1 ano após o boom, as biojoias caíram no esquecimento e minha loja naufragou. Ah! A loja se chamava EcoFashion. Cheguei até a abrir uma loja física em Manaus.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

E foi assim que fui parar no Amazonas e criei o que hoje é o maior grupo de ecommerce do Brasil, no Facebook. Atualmente temos mais de 30.000 mil membros ativos.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

No início não foi fácil! Éramos apenas meia dúzia de membros, pois o crescimento sempre foi orgânico. Depois que alcançamos a marca do 5 mil membros, o grupo praticamente passou a crescer de maneira exponencial, como que uma bola de neve. Um membro trazia outros 2/3 usuários. Desde então, o grupo não para de crescer! Atualmente recebemos cerca de 100/150 novos membros a cada 2 dias.

Vivi 15 anos em Manaus. Voltei para Recife no dia 27 de novembro de 2018, dessa vez eu não estava sozinho: trouxe comigo uma manauara. No último dia 19 de dezembro, completamos 10 anos de casados!

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

📌 Acesse o Grupo Ecommerce Brasil, junte-se a nós e convide outras pessoas: facebook.com/groups/ecommercebrasil

Sobre o Grupo Ecommerce Brasil

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

O GRUPO ECOMMERCE BRASIL tem mais de7 anos desde a sua criação. Somos mais de 30 mil membros ativos e engajados. Diariamente recebemos cerca de 50 a 100 solicitações de novos usuários.

O grupo é formado por um público altamente qualificado, composto na sua maioria, por pessoas que estão em fase de planejamento e criação de um ecommerce, proprietários de lojas online, profissionais autônomos do mercado ecommerce, além de fornecedores e entusiastas.

Por incentivo e iniciativa do Alfredo Soares (Vtex/Xtech/Bora Vender), há cerca de 3 anos atrás fomos o primeiro grupo de Facebook no Brasil a ter diversas marcas apoiadoras, que contribuem e colaboram com a nossa manutenção, marcas como: Aidax, Azpay, Bling, Edrone, Enviou, Flexy, FM Transportes, FindMyPack, iSet, Melhor Envio, Moip, Wirecad, Nuvemshop, Rakuten One, Rakuten Nexux, Rakuten Pay, Xtech, Yebo, Yourview, Wbuy, entre outras.

Texto originalmente publicado no Linkedin: https://www.linkedin.com/pulse/como-fui-morar-amazonas-e-criei-o-maior-grupo-de-ecommerce-henrik/

Rodrigo Henrik

Digital Entrepreneur, Cryptocurrency Investor, Cryptocurrency Enthusiast, Bitcoin Lover and Coffee Maker.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.